fbpx
22.11.19

Passa-moleque

O Banco Itaú precisa dar uma resposta rápida sobre a multa por fraude fiscal de R$ 3,8 bilhões aplicada pelo prefeito Bruno Covas. O banco dos Setúbal – e, vá lá, dos Moreira Salles – vende um peixe de que é a quintessência da governança e do compliance. Mas que modelo de gestão é esse que permite um passa-moleque tão raso?

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.