fbpx
07.07.20

Pandemia coloca frigoríficos brasileiros em “confinamento”

O Brasil começa a sofrer na carne os efeitos da má gestão da pandemia. Além da China, Rússia e Arábia Saudita também sinalizaram ao Ministério da Agricultura que vão suspender as importações de frigoríficos onde foram constatados casos de Covid-19 entre os funcionários. Os próprios chineses, que anunciaram o cancelamento de encomendas de cinco unidades de abate, já informaram às autoridades brasileiras que vão ampliar esse índex.

Ao todo, em um primeiro momento dez frigoríficos de Mato Grosso, Goiás e Rio Grande do Sul deverão ser atingidos pelo crescente boicote internacional à carne bovina e suína do Brasil. O receio na Pasta da Agricultura e entre os grandes grupos do setor é que essa onda se alastre por outros mercados. Países como Hong Kong e Egito já solicitaram informações sobre as condições sanitárias dos frigoríficos brasileiros. Espera-se que seja apenas uma “gripezinha” para a balança comercial.

No Ministério da Agricultura, a percepção é que grandes importadores mundiais estão se aproveitando da pandemia para confinar os produtores brasileiros e pressionar os preços. Pode até ser. Mas o fato é que, aos olhos internacionais, os frigoríficos do país já viraram uma espécie de epicentro dentro do epicentro da contaminação. O caso mais sério é o do Rio Grande do Sul. A indústria de abate de carne é considerada pelas autoridades de saúde como uma das principais propagadoras da doença no estado. São mais de quatro mil casos entre funcionários do setor. Dos 30 municípios gaúchos com mais registros da Covid-19, 28 deles são sede de frigoríficos ou cidades-dormitório de trabalhadores do segmento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Augusto-Aras
07.07.20

Mais uma derrota de Aras?

A proposta apresentada pelo vice-procurador geral da República, Humberto Jacques, de criação de uma Unidade Nacional de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Unac) enfrenta forte resistência dentro do Ministério Público Federal. Primeiro, porque a nova estrutura tiraria poderes das forças-tarefas, como a Lava Jato. Segundo, porque todos sabem que o verdadeiro pai do projeto é o PGR Augusto Aras, que amarga crescentes índices de reprovação entre os demais procuradores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Geni da rede social

A InBev, de Jorge Paulo Lemann, deverá ser a próxima big company a aderir ao boicote contra o Facebook, suspendendo a veiculação de anúncios na rede social. A cervejeira está tirando uma onda de empresa politicamente correta. É o caso típico do roto falando do
esfarrapado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Criptovarejo

A ViaVarejo estuda implementar um sistema de pagamento por criptomoedas. Ressalte-se que, em maio, a empresa comprou a plataforma banQi, da startup norte-americana Airfox, especializada em moedas criptografadas.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Sem crédito na praça

No Ministério do Meio Ambiente, o documento assinado pelo chanceler Ernesto Araújo que será enviado a 29 fundos internacionais, com o compromisso do governo de reduzir o desmatamento na Amazônia, já ganhou um apelido: “cheque sem fundo”. Desce o pano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Segundo tempo

Além do IPO na Bovespa, a Caixa Seguridade, braço de seguros da Caixa Econômica, também planeja abrir seu capital em Nova York.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Contra-ataque

A relação entre o presidente Jair Bolsonaro e o senador Eduardo Braga anda estremecida. O motivo é o empenho que Braga demonstrou pela aprovação do projeto de lei das fake news e, sobretudo, pela prorrogação da CPI sobre o mesma tema. Mau presságio para os afilhados de Braga que estão aninhados no governo, como Wady Cherone Junior, presidente da Amazonas GT, subsidiária da Eletrobras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Memórias do cárcere

O Tribunal de Justiça de São Paulo começou a migrar seus milhares de processos para o Sistema Eletrônico de Execução Unificado, plataforma criada pelo CNJ para centralizar os dados de execução penal de todo o país. Significa dizer que o Judiciário e órgãos policiais passarão a ter acesso a informações da maior população de condenados do país, algo em torno de 300 mil nomes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Wilson & Wilson

A defesa do governador do Amazonas, Wilson Lima, vai entrar com recurso no STF para brecar o processo de impeachment na Assembleia Legislativa do estado. O argumento é que as investigações sobre suposto superfaturamento na compra de respiradores, razão central para o pedido de afastamento de Lima, correm em segredo de Justiça, sem o compartilhamento de eventuais provas. É praticamente um corta e cola da estratégia usada pelos advogados de outro Wilson, o Witzel, também ameaçado de impeachment, no Rio de Janeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.07.20

Pane seca

O GP Brasil deste ano já foi para o espaço por conta da pandemia. O desafio da Prefeitura de São Paulo agora é conseguir renovar o acordo com a Fórmula 1 para 2021.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.