fbpx
27.07.21

O corta e cola de Paulo Guedes

A ideia de juntar o IBGE ao Ipea é que nem o iô iô: vai e volta, volta e vai. A proposta voltou a ser discutida no Ministério da Economia, desta vez com uma novidade: as duas instituições seriam reunidas e agregadas a uma parte da Receita Federal, que não tem nada a ver com a auditoria fiscal. O novo órgão ficaria debaixo da Secretaria de Política Econômica (SPE). Resumo da história: Guedes vai assistir à Pasta do Trabalho bater asas em troca de um Frankenstein de dados e estatísticas, cujas partes já estavam distribuídas no próprio Ministério da Economia. Perdeu playboy.

A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, virou a menina dos olhos de Jair Bolsonaro. A ponto do presidente cogitar dar status de Ministério à Secretaria. Não custa nadinha Bolsonaro ordenar um reforço de verbas para o órgão Seria mais uma mordida no que um dia já foi o Super-Ministério de Paulo Guedes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Só falta a Petros…

Após as trocas de comando na Previ e na Funcef, o novo alvo do governo é o presidente da Petros, Bruno Dias. O assunto já estaria sobre a mesa do ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, que, em breve, passará a ser de Ciro Nogueira. Dias é próximo da superintendente da Susep, Solange Vieira. O que, ainda que indiretamente, significa ser próximo de Paulo Guedes.

 

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Echoenergia na mira dos chineses

A gestora inglesa Actis estaria em conversações com grupos chineses para a venda da Echoenergia. Um dos candidatos seria a CGN (China General Nuclear Power Group), que já anunciou investimentos acima de R$ 10 bilhões no país. A Echoenergia controla um dos maiores portfólios de projetos eólicos do Brasil: as usinas já em operação somam mais de 1 gigawatt.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Disputa federativa

A Procuradoria da República em Roraima entrou com uma ação (no 10088558-60.2021.4.01.4100) cobrando do Ministério da Saúde esclarecimentos em relação aos critérios para a distribuição de vacinas. O Ministério Público vocaliza os governadores do Norte e do Nordeste, que alegam privilégio às Regiões Sul e Sudeste. Talvez falte um pacto federativo da imunização.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Prêmio de consolação

O desembargador do TRF 2 William Douglas dos Santos, que chegou a estar cotado para o STF, teria o apoio de Eduardo e Flavio Bolsonaro para uma das vagas em aberto no STJ.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Aqui se faz…

A Rede TV tem um abacaxi para descascar: o programa de Sikêra Junior, um dos maiores salários da emissora, caminha para fechar o segundo mês no vermelho. Sikêra perdeu mais de 40 patrocinadores após fazer ataques homofóbicos na TV.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Taxa de incêndio

O ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, abriu conversações com os governos da Noruega e da Alemanha na tentativa de retomar os aportes dos dois países no Fundo Amazônia, suspensos desde 2019. O problema é o de sempre: segundo dados divulgados ontem pelo Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), a área desmatada da Amazônia cresceu 10% nos últimos 12 meses.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Melhor do que a encomenda

Segundo o RR apurou, a Controladoria Geral da União (CGU) vai emitir um parecer com toda a pinta de ter sido feito sob encomenda. A CGU deverá atestar que todo o processo de aquisição de 20 milhões de doses da Covaxin – operação já cancelada pelo governo – se deu de forma regular. Ou seja: o Ministério da Saúde teria cumprido todos os ritos e procedimentos para a contratação do imunizante. Por outro lado, a análise da CGU não entrará no mérito do valor que seria pago pela vacina – e muito menos se houve ou não pagamento de propina.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Madeira de lei

Após embolsar quase R$ 800 milhões com o seu IPO, a Mobly – site especializado em mobília e artigos de decoração – vai sair às compras. Um dos alvos seria a Madesa, fabricante de móveis. Consultada, a empresa de e-commerce não se pronunciou sobre o assunto. Já a Madesa disse não ter “conhecimento sobre essa informação, pois a Mobly não conversou conosco sobre este interesse.”

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

O outro Ciro

Eliane Nogueira, mãe e suplente de Ciro Nogueira, não vai herdar a cadeira do rebento na CPI da Covid. O Palácio do Planalto precisa de alguém combativo no posto. Segundo o RR apurou, ficou acertado que caberá a Jader Barbalho (MDB-PA) indicar o substituto de Nogueira na Comissão.

“Se o Ciro estivesse no lugar do Ramos, não tinha CPI”. A frase foi dita na última quarta-feira pelo próprio Jair Bolsonaro a um tarimbado senador, fonte do RR, ao falar sobre a nomeação de Ciro Nogueira para a Casa Civil. Bolsonaro acredita que Nogueira é um Deus ex machina. Sabe-se lá onde está esse poder todo que o presidente enxerga no senador piauiense.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

O corta e cola de Paulo Guedes

A ideia de juntar o IBGE ao Ipea é que nem o iô iô: vai e volta, volta e vai. A proposta voltou a ser discutida no Ministério da Economia, desta vez com uma novidade: as duas instituições seriam reunidas e agregadas a uma parte da Receita Federal, que não tem nada a ver com a auditoria fiscal. O novo órgão ficaria debaixo da Secretaria de Política Econômica (SPE). Resumo da história: Guedes vai assistir à Pasta do Trabalho bater asas em troca de um Frankenstein de dados e estatísticas, cujas partes já estavam distribuídas no próprio Ministério da Economia. Perdeu playboy.

A secretária do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), Martha Seillier, virou a menina dos olhos de Jair Bolsonaro. A ponto do presidente cogitar dar status de Ministério à Secretaria. Não custa nadinha Bolsonaro ordenar um reforço de verbas para o órgão Seria mais uma mordida no que um dia já foi o Super-Ministério de Paulo Guedes.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

27.07.21

Só falta a Petros…

Após as trocas de comando na Previ e na Funcef, o novo alvo do governo é o presidente da Petros, Bruno Dias. O assunto já estaria sobre a mesa do ministro da Casa Civil, general Luiz Eduardo Ramos, que, em breve, passará a ser de Ciro Nogueira. Dias é próximo da superintendente da Susep, Solange Vieira. O que, ainda que indiretamente, significa ser próximo de Paulo Guedes.

 

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.