fbpx
09.08.19

O “cidadão Kane” do Planalto

Transborda do Palácio do Planalto que o próximo movimento na cruzada santa de Jair Bolsonaro contra a mídia impressa será a determinação de que todas as instâncias do governo federal cortem as assinaturas de jornais e revistas. O argumento é que a modalidade impressa tornou-se desnecessária, com a combinação e avanço das TVs aberta e por assinatura, onlines e internet. O restante seria coberto através de um serviço de clipping que atendesse todo o aparelho de Estado.

Da mesma forma como justificou a MP 892, que suspendeu a obrigatoriedade de publicação de balanços e informes de companhias abertas em jornais, Bolsonaro reportaria à economia de gastos sua “principal motivação” para a adoção da medida.Há determinação e método nessa escalada do  presidente, curiosamente pajeado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Do ponto de vista da convergência ideológica liberal de Guedes, existe, sim, total afinidade com os objetivos de vingança que norteiam Bolsonaro.

Falou em corte de despesas, o ministro fica todo excitado. Mas Guedes desde o primeiro minuto foi o darling dos capitães da grande imprensa. Recebeu um apoio maior do que todos os ministros da Fazenda e Planejamento juntos. Perguntado, em outros idos, sobre a obrigatoriedade do anúncio em jornal de grande circulação, assunto que chegou a baixar na CVM, comentou que a suspensão se fazia desnecessária. Era de se esperar que não coadjuvasse tão mansamente uma campanha tão contraditória com suas relações históricas junto aos maiores formadores de opinião do país. De Bolsonaro sempre se esperou tudo. Está estripando as finanças da imprensa em nome de questões prosaicas, estritamente pessoais. O risco é querer estripar a democracia. Se continuar assim, vamos todos sentir saudade de Lula.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

09/08/19 10:39h

carlos.rsl

disse:

Já recomendei ao meu empregador a descontinuidade da assinatura desta publicação. O que era fabuloso no passado, tornou-se mediocremente panfletário.

09/08/19 10:39h

carlos.rsl

disse:

Já recomendei ao meu empregador a descontinuidade da assinatura desta publicação. O que era fabuloso no passado, tornou-se mediocremente panfletário.

09/08/19 10:38h

carlos.rsl

disse:

Já solicitei ao meu empregador o cancelamento desta publicação. O que era fabuloso no passado, tornou-se mediocremente panfletário.

09/08/19 10:38h

carlos.rsl

disse:

Já solicitei ao meu empregador o cancelamento desta publicação. O que era fabuloso no passado, tornou-se mediocremente panfletário.

09/08/19 8:43h

G.A.Werlang

disse:

Com todo respeito, o que se espera de um informativo eh informacao... nao tendenciosidade... dia a dia fica mais patente um explicito “bias” de voces. Creio que os leitores deste informativo sejam suficientemente inteligentes para nao serem manipulaveis... ou seja... o “bias” tem como unico efeito do demerito do informativo. Agradecido.

09/08/19 8:43h

G.A.Werlang

disse:

Com todo respeito, o que se espera de um informativo eh informacao... nao tendenciosidade... dia a dia fica mais patente um explicito “bias” de voces. Creio que os leitores deste informativo sejam suficientemente inteligentes para nao serem manipulaveis... ou seja... o “bias” tem como unico efeito do demerito do informativo. Agradecido.