fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
12.01.22

Mais grana para a Telebras

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, está usando de todo o seu prestígio junto ao presidente Jair Bolsonaro para ampliar o orçamento da Telebras neste ano. Faria trabalha para esticar a cifra de R$ 888 milhões para algo próximo a R$ 1 bilhão, o que representaria um aumento de 16% sobre a dotação de 2021. O reforço se destinaria, sobretudo, para custear o programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac) e o desenvolvimento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC). Esta última, como não poderia deixar de ser, conta com o forte apoio da ala militar do governo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.01.22

O vírus e o “vírus”

O Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) planeja uma campanha para estimular a vacinação de crianças contra a Covid. Para além da saúde pública, a medida pode ser interpretada também como um manifesto político dos estados contra Jair Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.01.22

Bancada da cloroquina

O PL, de Jair Bolsonaro, flerta com a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, mais conhecida como “Capitã Cloroquina”. Trata-se de um nome sob medida para o projeto do partido de montar uma bancada bolsonarista puro- sangue no Congresso.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.01.22

Um por todos…

Governadores do Nordeste articulam um manifesto contra o presidente Jair Bolsonaro pela sua omissão diante das enchentes na Bahia. Se bem que o protesto maior deverá vir da própria população, em outubro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.01.22

Governo Bolsonaro vira as costas para o lítio boliviano

O governo Bolsonaro não perde uma oportunidade de perder uma oportunidade. Segundo o RR apurou, até o momento o Palácio do Planalto tem ignorado recomendações do Itamaraty para que o Brasil abra conversações com a Bolívia para uma parceria voltada à extração de lítio naquele país. A postura contraria também interesses de empresas privadas do setor que atuam em território brasileiro, a exemplo da canadense Sigma Lithium e AMG, potenciais candidatas a montar operações integradas nos dois países.

O presidente da Bolívia, Luiz Arce, tem buscado apoio internacional para um grande projeto de extração do minério. Países como China, Estados Unidos, Rússia e Argentina já manifestaram a intenção de associar à empreitada – o presidente Joe Biden chegou a ligar diretamente a Arce para conversar sobre o assunto. Ou seja: trata-se de uma importante disputa geoeconômica nas franjas do território brasileiro. No entanto, o governo Bolsonaro finge que não é com ele.

Em parte, o desprezo pelo projeto pode ser debitado no viés ideológico que costuma conduzir a política externa brasileira na gestão Bolsonaro. Por esse prisma, aproximações com o governo de esquerda de Luiz Arce são quase um anátema, não obstante as sinergias com o projeto e os interesses estratégicos cruzados. O Brasil seria um candidato natural a uma parceria com a Bolívia. O subsolo brasileiro abriga 8% da reservas mundiais de lítio, matéria-prima altamente cobiçada, usada na fabricação, entre outros, de baterias de automóveis e telefones celulares.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.01.22

Ataque ao rival

O PL, de Jair Bolsonaro, tem feito seguidos movimentos na tentativa de cooptar o senador Marcos do Val. Mais do que ter o parlamentar do lado, o que Bolsonaro quer mesmo é desfalcar a “tropa” inimiga. Val é o responsável pela elaboração do programa de Sergio Moro para a área de segurança pública – conforme o RR antecipou na edição de 16 de novembro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.01.22

“Foro de São Paulo”

Autoridades diplomáticas do Peru abriram tratativas com o Itamaraty para uma visita do presidente Pedro Castillo ao Brasil. Em pauta, projetos na área de infraestrutura e segurança na fronteira entre os dois países. A questão é convencer Jair Bolsonaro a receber o “comunista” Castillo.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

05.01.22

Pontos perdidos

Há apenas três semanas no cargo, o secretário da Receita Federal, Julio Cesar Vieira Gomes, já recebeu de Jair Bolsonaro a primeira cruzinha na sua ficha. Bolsonaro ficou extremamente irritado com a incapacidade de Gomes de conter a paralisação dos auditores da Receita em protesto ao aumento salarial dos policiais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

04.01.22

Darling de Jair Bolsonaro

No entorno de Jair Bolsonaro, o jornalista Alexandre Garcia está bem cotado para comandar a comunicação na campanha eleitoral. Quer dizer, a comunicação acima da superfície. A “deep web” e congêneres seguiria a cargo do especialista Carlos Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.01.22

Diversidade

Jair Bolsonaro tenta convencer o coronel Tarcisio Freitas a ter outro militar como vice em sua chapa na disputa pelo governo de São Paulo. Freitas, no entanto, não concorda com a “sobreposição”. Quer um civil, de preferência uma mulher, ao seu lado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.