fbpx
18.05.20

Renda fixa

O modelo de privatização da fabricante de semicondutores Ceitec deverá assegurar ao comprador a manutenção, por até cinco anos, do contrato de produção dos chips dos passaportes brasileiros. O que ninguém sabe no Ministério da Economia é quando será a venda, antes prevista para o primeiro semestre de 2021.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.