fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos

Relacionados

08.10.20

Investimento boliviano

A estatal boliviana YPFB tem planos de instalar depósitos de gás nos portos de Suape, em Pernambuco, e de Paranaguá, no Paraná. É investimento da ordem de R$ 50 milhões. Tudo com as bênçãos do Palácio do Planalto, aliado da presidente da Bolívia, Jeanine Añez.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.08.20

De grão em grão…

A Petrobras está conseguindo um ganho mensal médio da ordem de US$ 5 milhões com o novo formato do contrato de fornecimento de gás da Bolívia para o Brasil, firmado em março. A economia vem, sobretudo, do ato de a estatal boliviana YPFB ter assumido o custo de transporte do insumo dentro daquele país, numa linha de aproximadamente 550 km, de Rio Grande a Porto Suarez, na fronteira com o Brasil. O volume contratado diário varia de 14 milhões de metros cúbicos a 20 milhões de metros cúbicos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

11.05.20

Muito gás e pouco contrato

A boliviana YPFB vem procurando grandes grupos industriais e empresas privadas de geração no Brasil para vender gás a preço de ocasião. Até agora, as boas relações da presidente interina, Jeanine Áñez, com o governo brasileiro não tem adiantado muito. Ressalte-se que a YPFB amarga perdas expressivas com a decisão da Petrobras de reduzir a importação de gás boliviano, no rastro da retração da atividade econômica.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

10.10.19

Sucesso de bilheteria

O RR apurou que 14 empresas nacionais e estrangeiras, entre elas a boliviana YPFB e a espanhola Repsol, demonstraram interesse no contrato de transporte de gás pelo Gasoduto Bolívia-Brasil, no vácuo que será deixado pela Petrobras. O acordo entre a estatal e o Gasbol para a passagem de 18 milhões de metros cúbicos/dia se encerra em 31 de dezembro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.