13.03.17

Cultura rotativa

A gestora norte-americana Black River, que administra mais de US$ 250 bilhões, fincou raiz no agronegócio brasileiro. Depois de desembolsar R$ 830 milhões por duas usinas de etanol do Grupo Ruette em São Paulo, está vasculhando a Região Centro-Oeste em busca de plantações de soja.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.