10.10.18
ED. 5971

Candidato com cheiro de pólvora

Candidato à reeleição, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), pretende se credenciar como uma espécie de “Bolsonaro do Pantanal”. Azambuja, que já declarou apoio ao Capitão, vai calcar sua campanha no segundo turno em um duro discurso de combate à “bandidagem”. O governador pretende usar como moeda eleitoral a possibilidade de convocação da Força Nacional de Segurança para atuar contra a entrada de drogas e armas no estado. De acordo com os serviços de Inteligência do Exército e da Polícia Federal, as cidades de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai, e Corumbá, divisa da Bolívia, figuram entre as cinco principais rotas de ingresso de armamento e cocaína no Brasil.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.