fbpx

Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
13.11.20

PF investiga dupla de hackers no ataque ao STJ

O RR apurou com exclusividade que a Polícia Federal identificou não apenas um, mas dois responsáveis pelo ataque hacker ao sistema do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na semana passada. De acordo com informações apuradas junto a uma fonte da própria corporação, a invasão foi feita por meio de servidores instalados no exterior. Ao mesmo tempo, a PF investiga a possibilidade de participação no crime de pessoas com acesso autorizado à rede de tecnologia do STJ. No momento em que os dados da Corte foram criptografados e roubados, não havia qualquer mecanismo de monitoramento do sistema acionado. Trata-se de algo raríssimo: centros de processamento de dados são vigiados 24 horas por dia. Procurada, a Polícia Federal disse que “não comenta investigações em andamento”. Por sua vez, o STJ informou que “a PF está apurando os efeitos do ataque hacker à rede do tribunal, inclusive com relação à extensão do acesso aos arquivos, bem como sobre eventual cópia de dados. A investigação do crime segue em inquérito sigiloso.”

Em tempo: o Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal identificou que os sistemas do Judiciário ficaram mais fragilizados com a prática do home office. O trabalho doméstico, sem as regras e cuidados impostos por cada Tribunal, aumentou o número de acessos de magistrados e funcionários a sites com baixos requisitos de segurança no mesmo momento em que o computador está conectado à rede da Corte.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.20

Respirador 1

O RR apurou junto a um dos delegados que comandam a Operação Cartão Vermelho: a Polícia Federal já tem provas para indiciar dois dos suspeitos de desvios de recursos públicos na construção do hospital de campanha montado no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. Entre as irregularidades despontam fraudes na contratação de pessoal e superfaturamento na compra de monitores para UTIs.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

03.11.20

Boca de urna

Bomba que deve explodir antes das eleições: segundo um dos delegados da Polícia Federal à frente das investigações, a corporação já identificou oito candidatos a prefeituras de capitais suspeitos de montar um bunker digital de disseminação de fake news contra adversários.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

Por determinação do próprio Jair Bolsonaro, o Ministério da Justiça vai anunciar ainda neste ano a realização de concurso público para a Polícia Federal. As provas deverão ocorrer até março de 2021. Guedes havia brecado a contratação de servidores até dezembro de 2021. Mas, boa parte das suas decisões é escrita a lápis.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

20.10.20

Rota de fuga

De acordo com informações filtradas da corporação, a Polícia Federal reúne pistas de que o traficante André do Rap teria atravessado a fronteira entre o Mato Grosso do Sul e a Bolívia, com o auxílio de criminosos do país vizinho. Um dos principais líderes do PCC, André foi solto pelo ministro Marco Aurelio Mello. Procurada, a PF informou que “não comenta possíveis casos de investigações em andamento”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

19.10.20

Caçada ao laranjal

A Polícia Federal está fazendo uma ampla investigação para identificar candidaturas de laranjas nas eleições municipais. De acordo com um delegado da PF ouvido pelo RR, as apurações atingem 15 estados. A entidade está cruzando informações de diversas bases de dado, com o auxílio do TSE, para rastrear candidatos fakes, lançados apenas para justificar um maior rateio de recursos do fundo partidário. Segundo a mesma fonte, os primeiros indiciamentos deverão ocorrer antes do pleito do dia 15 de novembro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

A pedido da ministra Tereza Cristina, o Ministério da Justiça e a Polícia Federal vão fazer operações especiais para conter o contrabando de arroz na fronteira com a Argentina. Ou seja: por um perverso efeito colateral, o preço do produto tende a subir ainda mais no mercado interno.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.09.20

Caçada conjunta aos guerrilheiros

O Brasil, mais precisamente a área de Inteligência da Polícia Federal, está dando apoio ao Paraguai nas ações para o resgate do ex- vice-presidente do país, Oscar Sanchéz. O político foi sequestrado pelo EPP (Exército do Povo do Paraguai), grupo guerrilheiro aliado do PCC no tráfico de drogas. Em tempo: ainda que indiretamente, outra participação brasileira na operação se dá com o uso de blindados Urutu e Cascavel, comprados pelo Exército do Paraguai à antiga Engesa nos anos 80.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.09.20

Artilharia pesada

A operação Status, realizada na semana passada, foi apenas o cartão de visitas. Segundo informações filtradas da Polícia Federal, a corporação e a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai já estariam articulando outras duas grandes ações contra o crime organizado, notadamente o tráfico de drogas. A primeira delas deverá ocorrer ainda em setembro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

02.09.20

De grão em grão

Produtores rurais cobram do Ministério da Agricultura e da Polícia Federal uma ação imediata contra o contrabando de arroz.
Superestocados, agricultores uruguaios e paraguaios estão despejando o produto do lado de cá da fronteira de forma ilegal. O contrabando já freou a alta do arroz, que chegou a subir 4% entre julho e agosto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.