Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Itapemirim

Relacionados

28.11.17
ED. 5754

Acusações de fraude opõem novos e antigos donos da Itapemirim

O empresário Camilo Cola parece fadado a deixar como obra um emaranhado de disputas judiciais e compromissos financeiros não honrados. Os herdeiros de Cola e os empresários paulistas Sidnei Piva de Jesus e Camila Valdivia, que compraram a Viação Itapemirim, se digladiam na Justiça, empurrando de um lado para o outro a responsabilidade por parte das dívidas da companhia. Sidnei e Camila apontam que os antigos controladores teriam fraudado documentos e lançado no balanço da empresa passivos de outros negócios da família.

Segundo o RR apurou, as supostas irregularidades envolveriam a transferência de dívidas trabalhistas e cobranças de fornecedores. O tiroteio põe em risco a recuperação judicial da Itapemirim. Há uma pergunta fulcral que a Justiça terá de responder: na porta de quem os credores devem bater? No total, o passivo supera R$ 1,3 bilhão. Os atuais e ex controladores da Itapemirim trocam chumbo na Justiça praticamente desde o dia seguinte à venda da companhia.

Os filhos de Camilo Cola acusam Sidnei Piva e Camila Valdivia de não terem quitado o valor total referente à aquisição da empresa. Desde o início do ano, tentam anular o negócio. Tiro de um lado, tiro do outro. Do front oposto espocam acusações de que os herdeiros de Camilo Cola estariam tentando usar a Justiça para tomar a Itapemirim e assumir seus ativos à margem do patriarca.

Procurados, os atuais controladores da empresa e a família Cola não se pronunciaram até o fechamento desta edição. Em meio à guerra, o processo de recuperação judicial caminha de forma lenta. Há cerca de dez dias, o juiz Marcos Horacio Miranda, da 13a Vara Cível Empresarial de Recuperação Judicial de Vitória, determinou a troca do administrador judicial. A lista de credores já foi publicada há quase seis meses e nem sinal de uma data para a assembleia geral.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

16.02.17
ED. 5562

Camilo Cola

A 13a Vara Cível de Vitória apura possíveis irregularidades na venda da Viação Itapemirim a investidores locais. A Itapemirim afirma que a operação foi regulamentada pela Lei de Recuperação Judicial.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.01.17
ED. 5533

Passagem de volta

O nonagenário Camilo Cola não quer saber de aposentadoria. Mesmo com a iminente venda da Viação Itapemirim – antecipada pelo RR no dia 15 de dezembro –, pretende tocar outros negocitos, como a divisão de transporte de carga e investimentos no agribusiness.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.12.16
ED. 5517

Última viagem?

Circula por faixas seletivas a informação de que o nonagenário Camilo Cola colocou à venda o controle da Viação Itapemirim. Procurada, a empresa, que está em recuperação judicial, disse “não confirmar nenhuma negociação”.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

25.08.16
ED. 5441

Não cola

 Se já não bastassem a recuperação judicial e a briga dos herdeiros, Camilo Cola terá de enfrentar a ANTT por conta da iminente devolução de linhas da Itapemirim. Cola precisará coçar o bolso para pagar as multas à agência. Consultada, a Itapemirim informou que todas as suas linhas estão sob avaliação e que a devolução de algumas delas depende da concordância dos órgãos fiscalizadores.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

29.09.15
ED. 5216

Poltrona vazia

A crise pegou a estrada. Diante do cadente volume de passageiros em seus ônibus, a Itapemirim, de Camilo Cola, deverá cortar até 10% do total de suas linhas interestaduais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.