16.04.19
ED. 6095

O “valor” das vidas de Brumadinho

O RR teve acesso a termos do acordo assinado entre a Vale e a Defensoria Pública de Minas Gerais no dia 5 de abril, guardados a sete chaves pela companhia. De acordo com a fonte, a empresa ofereceu a título de dano moral o equivalente a 500 salários mínimos para pai, mãe, cônjuge ou filho das vítimas na tragédia de Brumadinho. No caso de irmãos e netos, a indenização proposta é, respectivamente, de 150 e 20 salários mínimos. O acordo é importante pelo seu caráter de firmar jurisprudência. Ele poderá servir como balizador para outras ações contra a Vale. Procurada pelo RR, a companhia não quis se pronunciar.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.