19.11.18

Troika emedebista

Há uma linha de montagem de candidatos à presidência do Senado no MDB. Como se não bastassem Renan Calheiros e Simone Tebet, o pernambucano Fernando Bezerra também costura internamente sua entrada na disputa. Tem usado como handicap seu suposto baixo índice de rejeição entre os demais partidos na comparação com seus concorrentes diretos, notadamente Renan. Bezerra crava suas fichas que o senador alagoano terá contra si todo o bloco tucano no Senado – Antonio Anastasia (MG), Tasso Jereissati (CE) e Rodrigo Pacheco (MG).

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.