04.06.19
ED. 6128

Guerra fiscal elétrica

A disputa entre os estados para atrair fábricas de carros elétricos começa a ganha contornos de guerra fiscal. Os governos de São Paulo e Minas Gerais estudam reduzir o ICMS para a produção destes automóveis. Deverão, assim, seguir os passos do Mato Grosso do Sul e de Goiás, que baixaram a alíquota de 17% para 12%. Em São Paulo, por exemplo, o ICMS é de 18%. Por ora, no entanto, trata se de uma aposta de médio ou longo prazos. Até o momento, os planos das montadoras se restringem a iniciar gradativamente a oferta de veículos elétricos no país. Nenhuma delas parece disposta a montar uma fábrica no país. A Volkswagen, por exemplo, já descartou essa hipótese com todas as letras.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.