27.03.18
ED. 5834

Bem mais do que cunhado de Alckmin

Um episódio revela toda a preocupação de Geraldo Alckmin em relação ao seu cunhado, Adhemar Cesar Ribeiro, acusado de arrecadar recursos ilegais para a campanha do governador em 2010. Em novembro de 2016, conforme noticiado à época pela imprensa, bandidos invadiram a mansão de Ribeiro, no Morumbi. Levaram joias, dinheiro e documentos. O governador acionou o que tinha de melhor. O então ministro da Justiça Alexandre de Moraes, ex-secretário de Alckmin, teria se envolvido diretamente nas operações de captura dos criminosos, presos duas semanas depois. Consta que o aparato policial empregado foi tão grande ou maior do que o utilizado na caça ao ladrão que roubou o celular de Marcela Temer e chantageou a primeira dama, também em 2016. Por sinal, outro caso em que a participação do hoje ministro do STF Alexandre de Moraes foi determinante.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.