02.04.18
ED. 5837

Tempo de abate na BRF

O que não falta na BRF é tensão. Às vésperas da assembleia de acionistas que votará a deposição de Abilio Diniz do Conselho, os dirigentes da empresa consideram que a suspensão das atividades do abatedouro de Capinzal (SC) por 30 dias não será suficiente. A paralisação de outra unidade – em Mineiros (GO) – é vista como inevitável para reequilibrar a produção diante da suspensão das exportações de frangos para a União Europeia. Cerca de 600 funcionários da planta já estão em férias coletivas. Mas pode piorar: segundo o RR apurou, se as vendas para a Europa não forem retomadas até junho, em vez de frangos as unidades começarão a abater os próprios funcionários.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.