Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
03.01.18
ED. 5778

O annus horribilis da Marcopolo

A Marcopolo passou o ano de 2017 tentando evitar a adoção de medidas contracionistas. Agora vai ser difícil segurar. A empresa caminha para fechar seu balanço com os resultados mais baixos em uma década. A margem Ebitda deve girar em torno de 3,5%, contra 13,7% no ano anterior. No acumulado entre janeiro e setembro, o lucro já era 80% menor do que no mesmo período em 2016.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.03.17
ED. 5572

Marcopolo “ajuda” a reduzir o rombo da Petros

A Petros prepara-se para saltar do ônibus da Marcopolo. O fundo de pensão deverá vender, por meio de um leilão em Bolsa, sua participação na empresa – 9% do capital total. Que outra escolha? A operação faz parte da estratégia da Petros de se desfazer de ativos em renda variável para cobrir seu déficit atuarial – conforme antecipou o RR na edição de 19 de janeiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

22.02.17
ED. 5566

Ônibus sem freio

A Marcopolo quer se desfazer da fábrica de carrocerias da controlada Neobus no Rio de Janeiro. Procurada, a empresa confirma que a unidade está fechada e diz ainda que “estuda a possibilidade de colocá-la à venda”. Que outro remédio? Em três anos, a demanda por carrocerias de ônibus no mercado brasileiro caiu 70%.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.10.16
ED. 5476

Bilhete de ida

 A Marcopolo deve anunciar em breve a aquisição de uma fábrica de carrocerias nos Estados Unidos. Consultada, a companhia nega a operação. Fica o registro. Convém lembrar que a Marcopolo cavou um buraco em solo americano ao reduzir sua participação na canadense New Flyer Industries, sua única ponte para os Estados Unidos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

17.08.16
ED. 5435

Serra 2

 O chanceler se prepara para mais uma negociação no âmbito do Mercosul. A bola da vez é a Argentina, que tem a intenção de abrir o mercado de ônibus urbanos. A medida atinge diretamente a Marcopolo, com 65% de share. Consultada, a empresa disse desconhecer o assunto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.07.16
ED. 5411

Remédio amargo

• Assumir o controle da moribunda Neobus não é o único remédio amargo tomado pela Marcopolo. Por informação enganosa prestada ao Cade sobre a operação – leia-se a omissão de uma controlada do grupo –, a maior fabricante de carrocerias do país recebeu uma multa do órgão. Além disso, a companhia ainda terá de reduzir o parque fabril da nova controlada para começar a arrumar a casa. O corte deverá atingir a planta do México. Procurada, a Marcopolo confirmou o pagamento da multa ao Cade. A empresa nega o fechamento da fábrica mexicana.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

23.02.16
ED. 5312

Sinal da crise

 Volkswagen e Marcopolo estariam costurando uma parceria para a produção conjunta de chassis de ônibus. O acordo iria para a conta da grave crise no setor automotivo: a montadora alemã quer afastar o risco de perder seu principal cliente no segmento. Procurada, a Marcopolo nega a associação. Já a Volkswagen não comenta o assunto

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

06.11.15
ED. 5242

Ônibus fiscal

 A decisão da Marcopolo de assumir o controle da Neobus está ligada menos a questões de mercado e mais à possibilidade de usufruir de uma carreata de créditos fiscais. Isso explica por que a ação da companhia disparou apesar de o investimento ter sido anunciado em um momento em que o lucro e os dividendos pagos pela Marcopolo desabam.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

14.09.15
ED. 5205

Duro golpe

Em meio à grave crise da indústria automobilística, Volkswagen e Volvo sofreram um duro golpe. A decisão da Marcopolo de produzir seus próprios chassis deverá reduzir gradativamente as encomendas às duas montadoras,  hoje as principais fornecedoras da fabricante de carrocerias. Ao RR, a Marcopolo confirmou que a Volare, sua subsidiária, investirá cerca de R$ 200 milhões para iniciar a montagem de chassis para micro-ônibus de cinco toneladas em São Mateus (ES) a partir de 2016.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

15.05.15
ED. 5121

A direção da Marcopolo

A direção da Marcopolo avalia a hipótese de um novo período de férias coletivas na fábrica de Caxias do Sul. Em fevereiro, toda a produção ficou parada por dez dias. Oficialmente, a Marcopolo garante que não há previsão de nova paralisação na unidade gaúcha -por ora, o que existe é a suspensão das atividades por seis dias ao mês, dentro do acordo de flexibilização da jornada feito com os trabalhadores. Digamos, no entanto, que o cenário se agrave, e a Marcopolo seja forçada a dar novas férias a todos os operários. É ruim? É. Mas, convenhamos, é melhor do que botar um mundaréu de gente na rua.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.