28.11.17
ED. 5754

Uma no cravo…

A CSN está “empobrecendo” Benjamin Steinbruch. Desde  janeiro, a companhia já perdeu um quarto do valor de mercado. Menos mal que a Usiminas, da qual Benjamin também é acionista, acumula alta de 125% no ano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.