20.12.16
ED. 5520

Brasil é o novo ringue de Sam Zell e Jaguar Partners

A venda de 30% da Tenda para a norte-americana Jaguar Growth Partners é o pano de fundo de uma acirrada rivalidade entre dois dos maiores investidores de real estate dos Estados Unidos, uma disputa figadal que agora chega ao Brasil. A gestora nova-iorquina desembarca no setor justo no momento em que o magnata Sam Zell, dono da Equity International, também se movimenta para a compra de ativos no país.

Segundo o RR apurou, seu alvo é a paulista Viver (controlada pelo fundo norte-americano Paladin), que entrou em recuperação judicial. O timing da investida da dupla no Brasil chama a atenção: nada que envolva a Jaguar e a Equity International deve ser encarado como coincidência. Uma gestora nasceu da costela da outra. O principal sócio da Jaguar, Garry Garrabrant, era o executivo-chefe da Equity International até 2012, quando saiu da sombra de Zell para montar a sua própria gestora. A ruptura não foi nada amigável.

Consta que Garrabrant carregou consigo importantes investidores da antiga casa e entrou em negócios que havia mapeado quando ainda estava ao lado de Zell. Em pouco tempo, teria sob o seu guarda-chuva cerca de US$ 7 bilhões em ativos, não muito longe das cifras da Equity Internacional (cerca de US$ 9 bilhões). Desde então, não por coincidência, os desafetos têm esbarrado em vários mercados: recentemente disputaram a compra de ativos imobiliários na China e na Índia. Até a porta de entrada da Jaguar Growth Partners no setor de real estate no Brasil parece ter sido escolhida a dedo por Garry Garrabrant. Ainda que indiretamente, a Tenda Construtora já foi a casa de Sam Zell: até 2010, ele era um dos maiores acionistas da Gafisa, controladora da companhia.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.