22.12.17
ED. 5772

Cemig Telecom em pane

O esquartejamento da Cemig Telecom – há dez dias, a empresa vendeu parte de sua operação de rede de TV para a Claro – tem encontrado resistência entre os próprios diretores da estatal. Segundo o RR apurou, outro executivo estaria prestes a seguir os passos do ex-presidente Aloisio Vasconcelos, que deixou o cargo no início do mês por não concordar com a venda da Cemig Telecom e muito menos com o seu fatiamento. Foi a forma que o governador Fernando Pimentel encontrou para privatizar a companhia sem ter de passar pelo crivo da Assembleia Legislativa. O risco de derrota era maior do que a Zona da Mata inteira.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.