Atenção!

As notícias abaixo são de edições passadas.

Para ter acesso ao nosso conteúdo exclusivo, assine o RR.

planos
assuntos

Citic Group

Relacionados

15.12.17
ED. 5767

Embrapa na mira dos chineses

Há uma ofensiva sincronizada das grandes fabricantes chinesas de sementes no Brasil. Se, de um lado, a Citic Group comprou os ativos da Dow Chemical no país, do outro a ChemChina e a Hunan Xindaxin sobrevoam a Embrapa. Os dois grupos já fizeram chegar ao Ministério da Agricultura o interesse em se associar à estatal. O caminho passa obrigatoriamente pelo Congresso Nacional, onde tramita o projeto de lei que prevê a criação da EmbrapaTec, um istmo societário que permitirá à estatal se unir a companhias privadas sem a necessidade de abrir seu capital. Montar uma posição no Brasil seria uma importante etapa no projeto de expansão global das majors chinesas da área de agrociência. Um dos movimentos mais agudos foi feito pela própria ChemChina, que comprou o controle mundial da Syngenta.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.

07.12.17
ED. 5761

Citic Group planta múltiplas sementes no Brasil

A compra da divisão de sementes da Dow Chemical, por US$ 1,1 bilhão, é apenas o primeiro orvalho da manhã. O Citic Group – colosso estatal chinês com mais de US$ 1 trilhão em ativos – tem planos de montar uma grande operação integrada no agronegócio brasileiro. O projeto envolveria produção e comercialização de grãos, compra de terras e investimentos em infraestrutura atrelados ao escoamento de commodities agrícolas. Os aportes viriam na esteira dos acordos bilaterais assinados no ano passado entre o presidente Michel Temer e o líder chinês, Xi Jinping. No governo, há a expectativa, inclusive, de que parte projetos do Citic Group venha a ser anunciada em janeiro, aproveitando a passagem da comitiva de Temer pela Ásia, notadamente do ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Antes de marchar para o Fórum Econômico Mundial, em Davos, ressalte-se, o presidente fará um tour por Indonésia, Cingapura e Vietnã. O Citic Group tem alguns negócios isolados no país, onde chegou em 2011. Produz equipamentos para o setor de óleo e gás e a indústria siderúrgica. Seu investimento mais agudo está na área de mineração. O Citic integra o consórcio de investidores chineses que detém 15% da Companhia Brasileira de Mineração e Metalurgia (CBMM), da família Moreira Salles, responsável por quase 80% da produção mundial de nióbio.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.