Tag: Governo Federal

Governo

O novo (velho) nome de Lula para a Secom

17/05/2024
  • Share

O predileto do rei para uma cadeira na corte, mais precisamente a Secom, é o Prefeito de Araraquara, Edinho Silva, que foi um dos protagonistas do marketing eleitoral na campanha de Lula para tornar-se mandatário-mor da Nação. O presidente toca de ouvido com Edinho. Inclusive estava na casa dele, ao seu lado, quando coordenava a distância as ações para o enfrentamento do fatídico 8 de janeiro. Indo ao ponto, o prefeito de Araraquara iria para o lugar deixado por Paulo Pimenta, Porém, tudo indica que Edinho pretende ficar onde está, colaborando de fora para dentro do governo. Se quisesse vir, já teria partido para Brasília. Com isso, o nome de Franklin Martins tem sido citado dentro do Palácio do Planalto. Mesmo não sendo a escolha dos sonhos de Lula, Martins é competente e tem uma folha de serviços prestados ao presidente e ao PT. Ele reassumiria o cargo de ministro chefe da Secom, antes de Pimenta voltar do seu exílio como autoridade federal no Rio Grande do Sul. Martins é visto como alguém que tem a carapaça necessária para ocupar a Comunicação do governo neste momento em que os índices de aprovação da gestão Lula descem a ladeira. O jornalista já foi mais do que testado na função. Há companheiros do Instituto Lula já orientados para reduzir as resistências do presidente que porventura possam existir devido ao afastamento de ambos. Mas, é só colocar Martins na frente de Lula que o presidente janta o antigo assessor, com seu repertório reconhecido de seduções. Bem, isso se o Lula da atualidade continua sendo o “antigo Lula”, ainda que meio cansado. Pano rápido. Contudo, no meio do caminho há sempre uma pedra. Mesmo com um passado de companheiro de viagem do PT, Martins teria que superar um obstáculo dentro do próprio partido: a presidente da sigla, Gleisi Hoffmann. Gleisi sozinha está longe de ser imbatível. Mas Janja é. E a presidente do PT sabidamente tornou-se uma escudeira da primeira dama. De qualquer forma, mesmo com um enredo tão intrincado, Martins continua no páreo.

 

 

#Governo Federal #Lula #Secom

Governo

A tênue fronteira entre fazer o bem e fazer política

9/05/2024
  • Share

Ideia que circula no Palácio do Planalto, atribuída a Janja: a realização de uma live com influencers e artistas com o objetivo de arrecadar fundos para as vítimas da tragédia no Rio Grande do Sul. Seria mais uma iniciativa louvável da primeira-dama, que ontem desembarcou no estado para auxiliar na distribuição de 25 toneladas de doações. A não ser que a porção “ministra das redes sociais” fale mais alto e Janja decida transformar a apresentação em evento-exaltação do presidente Lula. Como o RR já informou, a primeira-dama chamou para si a missão de coordenar a comunicação do governo nas mídias digitais, mantendo uma agenda de reuniões com influenciadores da esquerda no Palácio do Planalto (https://relatorioreservado.com.br/noticias/lula-tambem-tem-o-seu-carluxo-nas-redes-sociais/).

#Governo Federal #Janja #Rio Grande do Sul

Governo

Um campo minado no Ministério da Agricultura

29/04/2024
  • Share

A relação entre o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, e o secretário-executivo da Pasta, Irajá Lacerda, aliados de longa data, está estremecida. Segundo uma fonte do Ministério, Fávaro tem sondado nomes para o cargo. Além da possível troca, um fato recente contribuiu para aumentar o mal-estar entre Fávaro e Lacerda. Na semana passada, durante participação na 1ª Reunião Ordinária do Observatório do Meio Ambiente e das Mudanças Climáticas do Poder Judiciário, o ministro cobrou punição exemplar do pecuarista Claudecy Oliveira Lemes, acusado pelo desmate químico de 81 mil hectares no Pantanal. O tiro inevitavelmente ricocheteia no n º 2 da Pasta. Lacerda advogava para Lemes antes de assumir o cargo.

#Carlos Fávaro #Governo Federal #Ministério da Agricultura

Fiscalização

CGU faz varredura em contratos de publicidade do governo

17/01/2024
  • Share

Com discrição, a Controladoria Geral da União iniciou um inventário que pode dar pano para manga. A CGU está mergulhando em todos os contratos fechados pela área de comunicação do governo federal – administração direta e indireta – no último ano do governo Bolsonaro. Segundo fonte da própria Controladoria, há indícios de favorecimento a determinadas empresas. Umas das denúncias que chegou à CGU é de que o CEO de uma agência com diversos contratos com a esfera federal atuou, digamos assim, como uma espécie de adviser da elaboração dos editais de concorrência.

Consultada pelo RR, a CGU respondeu que “não comenta sobre a eventual existência ou inexistência de investigações antes de sua conclusão”.

#CGU #Governo Federal #publicidade

O “Alibaba” das compras públicas?

24/07/2020
  • Share

A ideia da equipe econômica, que estuda a criação de uma espécie de marketplace para concentrar todas as compras públicas do governo federal, é terceirizar a nova plataforma. Um player privado seria o responsável pela tecnologia e pela gestão da “prateleira virtual”, na qual todos os prestadores de serviço e fornecedores ofereceriam seus produtos. A operação exigirá todos os cuidados. Esse sistema estará no limiar do interesse público com o privado.

#Governo Federal

O anonimato dos inocentes

14/01/2020
  • Share

Número quente que será divulgado nos próximos dias pelo Ministério da Família: o governo federal gastou cerca de R$ 30 milhões em 2019 com programas de proteção a testemunhas. No entanto, outro dado merece mais destaque do que os cifrões. Não houve registro de ameaça às mais de 1,1 mil pessoas anonimamente sob guarida do Estado. Esse contingente inclui, por exemplo, 645 deep throats que denunciaram integrantes de facções criminosas e milicianos. É um raro Brasil que funciona.

#Governo Federal #Ministério da Família

Falta dinheiro para a mulher brasileira

19/08/2019
  • Share

O governo federal vai enxugar o projeto “Casa da Mulher Brasileira”. Sem orçamento, o Ministério da Família deverá reduzir o número de unidades em todo o país, a começar por Brasília – onde o imóvel que abriga a iniciativa se encontra em precário estado de conservação. A “Casa da Mulher Brasileira” presta atendimento diário a vítimas de violência doméstica. O custo mensal de cada ponto de atendimento gira em torno de R$ 3,5 milhões por ano. O dispêndio maior é na instalação de cada unidade, em média da ordem de R$ 18 milhões

#Governo Federal

Compliance contra o assédio

13/02/2019
  • Share

O Plano de Integridade do Governo Federal será colocado em prática em todos os ministérios até o dia 29 de março. A Controladoria Geral da União ampliou a abrangência das medidas que terão de ser contempladas pelas Pastas. Anteriormente, esses planos se restringiam ao combate a fraudes e à corrupção. A partir de agora, seu propósito é inibir “irregularidades e desvios éticos e de conduta”. Entram neste rol, inclusive, assédio moral e sexual.

#Governo Federal

Todos os direitos reservados 1966-2024.