30.05.16
ED. 5378

Locomotiva da Caterpillar sai dos trilhos

 A Caterpillar está diante de uma das mais duras e dolorosas decisões em seus 60 anos no Brasil. Segundo informações filtradas junto à própria empresa, os norte-americanos planejam desativar a fábrica de locomotivas de Sete Lagoas (MG). Uma vez confirmada, a medida terá forte impacto simbólico: trata-se da única unidade de produção de locomotivas da companhia fora dos Estados Unidos e o maior investimento já feito pelo grupo no país, em torno de US$ 150 milhões. A Caterpillar vem postergando essa difícil resolução há cerca de um ano, mas a situação chegou ao limite. A pá de cal teria sido o fracasso nas negociações com a Rumo ALL e a MRS para a encomenda de 80 locomotivas.  Construída em 2012 com capacidade para produzir mil locomotivas em seus primeiros cinco anos de operação, a fábrica mineira passa longe dessa meta. Cumpridos os contratos ainda em carteira, deverá totalizar a entrega de pouco mais de 250 unidades até 2017. Até o momento, os norte-americanos não conseguiram recuperar nem metade do valor investido no empreendimento. Uma solução aventada para reduzir o prejuízo é transformar a fábrica em centro de reparos e manutenção de locomotivas, tanto das produzidas localmente quanto dos equipamentos importados pela Caterpillar. Procurada pelo RR, a Caterpillar não comentou o assunto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.