08.02.18
ED. 5804

Uma “superagência” sem superpoderes

Na queda de braço entre Henrique Meirelles e Blairo Maggi, nem precisa dizer quem ganhou a parada. O projeto de criação de uma “superagência” na área de Defesa Agropecuária que será levado à votação na Câmara em março foi esquartejado. O novo órgão terá muitos poderes na fiscalização agropecuária. Mas, ao contrário do que queria Maggi, pouca ascendência sobre arrecadação e gestão de multas, que seguirá a cargo da Receita Federal.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.