06.09.18
ED. 5948

Uma rara voz otimista no ninho tucano

O cientista político Antonio Lavareda, o oráculo responsável por interpretar a voz das pesquisas para o PSDB, tem atuado como uma espécie de psicanalista eleitoral dos tucanos. Vem dele a palavra de otimismo de que Geraldo Alckmin pode abocanhar um naco dos votos espontâneos de Jair Bolsonaro e até mesmo tomar seu lugar no segundo turno. Lavareda não esmorece nem quando é lembrado de que, desde a primeira eleição presidencial pós-redemocratização, em 1989, todos os candidatos que lideraram as pesquisas espontâneas a um mês do pleito foram para o segundo turno. Lavareda aposta suas fichas nos programas de TV de Alckmin. Entre runas e borras de café no fundo de xícaras, o vidente tucano crava que os agressivos filmetes da campanha de Alckmin terão impacto nas pesquisas reveladas na segunda semana de setembro, quando completarão 15 dias no ar. Além do horário eleitoral, o tucano é exaustivamente exibido na TV: são 12 inserções diárias na programação. Bolsonaro tem direito a uma e, ainda assim, não em todos os dias.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.