O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, costura com a Aneel a realização de um leilão de transmissão até maio. Se a privatização da Eletrobras não sair até abril, o que é mais provável, seria o canto de cisne, ou melhor, de Coelho antes de deixar o Ministério para concorrer ao governo pernambucano.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.