30.11.16
ED. 5506

Triste lembrança

Se Nelson Rodrigues estivesse vivo, cunharia a seguinte máxima: o presidente argentino Mauricio Macri só é solidário na morte. Ontem, Macri ofereceu apoio aos familiares das vítimas do terrível acidente aéreo com o time da Chapecoense. Em meados da década passada, a mesma família Macri quebrou a maior empresa local, a Chapecó Alimentos, deixando cinco mil desempregados.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.