Tag: Dario Messer

Justiça

A onipresença de Messer nas falcatruas nas Américas

22/01/2024
  • Share

O Ministério Público Federal pretende firmar acordo de cooperação jurídica internacional com o Uruguai, no rastro do tratado com o Paraguai anunciado no final de 2023, envolvendo o rastreio e confisco de bens em nome de Dario Messer. Ele responde a sete ações penais na Justiça Federal do Rio, depois de fechar acordo de delação premiada com o órgão. O doleiro tinha valioso patrimônio no Paraguai, que inclui fazendas e aviões. Suspeita-se que Messer possua propriedades em bom número no Uruguai, onde também fazia inúmeros negócios. O que for localizado será leiloado para ressarcimento dos cofres públicos. Uma fonte do RR garante que a operação Dario Messer, concluída a etapa América do Sul, deve se estender para a América Central. Há suspeitas de que Messer seja até dono de um hotel no Caribe.

#Dario Messer #Ministério Público Federal #Paraguai

Contragolpe geoeconômico

13/05/2022
  • Share

O frigorífico paraguaio Frigonorte está se movimentando para comprar ativos no Brasil. Trata-se de uma investida na contramão da invasão brasileira do outro lado da fronteira. No passado recente, o próprio Frigonorte quase foi comprado pela Minerva Foods. Ressalte-se que a empresa paraguaia passou por momentos conturbados: um de seus sócios chegou a ser investigado por suposto envolvimento no esquema criminoso do doleiro Dario Messer.

#Dario Messer #Minerva Foods

O infindável Messer

21/02/2022
  • Share

Segundo uma fonte do Ministério Público, a Justiça do Paraguai identificou novas fazendas naquele país que, segundo as investigações, pertencem a Dario Messer e estavam em nome de “laranjas”. São bens “não declarados” no acordo de delação firmado pelo “doleiro dos doleiros.

#Dario Messer

Ministério da Justiça faz seu próprio “ajuste fiscal”

14/12/2021
  • Share

Cada Ministério dá seu jeito para compensar o orçamento apertado. A Secretaria Nacional de Política sobre Drogas (Senad), vinculada à Pasta da Justiça, está em tratativas com a Polícia Federal e a Justiça com o objetivo de acelerar o leilão de bens apreendidos de facções criminosas. As joias da coroa vêm da mega quadrilha desbaratada recentemente em Rondônia, no âmbito da Operação Carga Prensada. São 155 veículos de luxo – como BMW e Land Rover -, além de lanchas e de um avião. Os recursos serão revertidos para a própria corporação, com a compra de veículos, equipamentos etc. Procurado o Ministério confirma que “está articulando com a Polícia Federal detalhes da operação Carga Prensada e vai colocar à disposição do Poder Judiciário a estrutura da Senad para a realização do leilão desses bens”. Os recursos, segundo a Pasta, serão destinados ao Fundo Nacional Anti-drogas (Funad), que financia ações de prevenção e de combate ao tráfico.

Por falar em dinheiro do crime: após a venda de uma série de imóveis de Dario Messer no Rio de Janeiro, a Justiça prepara o leilão de propriedades do doleiro no exterior, notadamente no Paraguai e em Nova York. A avaliação dos bens a serem leiloados gira em torno dos US$ 40 milhões. Trata-se de mais um capítulo do acordo firmado entre Messer e a Justiça brasileira, com o objetivo ressarcir os cofres públicos em R$ 1 bilhão.

#Dario Messer #Polícia Federal #Senad

MPF faz de tudo para fisgar Cartes

27/10/2021
  • Share

Mais um capítulo do caso Dario Messer: o Ministério Público Federal está recorrendo ao próprio STJ contra a decisão do ministro da Corte Rogério Schietti. O magistrado acolheu, monocraticamente, pedido de habeas corpus da defesa do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes, suspeito de ligação com o esquema criminoso mantido pelo doleiro brasileiro. Em sua decisão, Schietti alegou que Cartes está fora da jurisdição do MPF brasileiro. Não é o que pensa o Ministério Público, disposto, até mesmo, a levar o caso ao Supremo.

#Dario Messer #Ministério Público Federal

A segunda chance do Minerva

29/09/2021
  • Share

O RR teve a informação de que o Minerva Foods reabriu conversações para a compra do Frigonorte, um dos maiores frigoríficos do Paraguai. No ano passado, a empresa da família Queiroz esteve perto de fechar a aquisição. Na ocasião, no entanto, o Frigonorte optou por firmar um acordo operacional com a também paraguaia Concepción. Em tempo: o Frigonorte tem um passado recente conturbado. Um de seus sócios chegou a ser investigado pelo suposto envolvimento no esquema criminoso montado pelo doleiro Dario Messer no Paraguai.

#Dario Messer #Minerva Foods

Dólar paralelo

17/09/2021
  • Share

Pessoas próximas a Dario Messer garantem que o “doleiro dos doleiros” está colocando suas memórias no papel. A parte mais palpitante da obra seria o índice remissivo de clientes.

#Dario Messer

Messer e grande elenco

21/07/2021
  • Share

Uma grande plataforma de streaming está interessada em contar a história do doleiro Dario Messer e de suas ligações perigosas. O que significaria colocar na tela alguns nomes da elite empresarial brasileira e suas práticas pouco ortodoxas, em associação com Messer.

#Dario Messer

Pedra preciosa

8/10/2020
  • Share

O Ministério Público do Paraguai sinalizou ao seu congênere brasileiro que pretende convocar para depoimento o doleiro Dario Messer. O alvo é o ex-presidente paraguaio Horacio Cartes, apontado como “sócio” do esquema criminoso montado por Messer no país vizinho. Em tempo: no que depender da Justiça brasileira, os procuradores paraguaios é que terão de atravessar a fronteira para ouvir Messer.

#Dario Messer

“Lei Messer” regula a partilha do dinheiro do crime

1/09/2020
  • Share

O “testamento” do doleiro Dario Messer tornou-se a proxy para uma negociação bilateral ainda mais ampla. Os governos do Brasil e do Paraguai costuram um novo acordo de cooperação contra o crime organizado, com foco na partilha de bens oriundos de atividades ilegais. A iniciativa, já chamada informalmente no Ministério da Justiça de “Lei Messer”, é uma espécie de Parte 2 do convênio assinado no ano passado pelo então ministro Sergio Moro, quando os dois países criaram equipes conjuntas de investigação – as ECIs – para acelerar a apuração de crimes transnacionais.

O território paraguaio é reconhecidamente um (acolhedor) refúgio para traficantes, doleiros, contraventores e congêneres brasileiros, o que enseja um acordo bilateral para a partilha de recursos de criminosos com atividades nos dois países. O caso Messer é bastante representativo, pela sua complexidade. Do patrimônio total de R$ 1 bilhão que o doleiro entregará à Justiça brasileira, cerca de R$ 700 milhões dizem respeito a bens no Paraguai, entre os quais 81 imóveis, como fazendas e apartamentos.

O Ministério Público do Paraguai já comunicou ao seu congênere brasileiro que vai requisitar parte desses bens. A Justiça brasileira vai concordar com o pedágio. Até porque precisará do apoio das autoridades paraguaias para garantir a regularização e a posterior venda das propriedades de Messer no país vizinho, a maior parte delas em nome de “laranjas”

#Dario Messer #Ministério da Justiça #Sérgio Moro

Acervo RR

Carne de pescoço

19/03/2020
  • Share

Em negociações avançadas para comprar o frigorífico paraguaio Frigonorte, Marcos Molina, dono do Marfrig, foi além de uma due diligence convencional. Teria contratado uma empresa de investigação corporativa para escanear a companhia de cima a baixo. Um dos sócios do Frigonorte é investigado pela Justiça do Paraguai por suas ligações com o doleiro Dario Messer.

#Dario Messer #Frigonorte #Marfrig

Carne de pescoço

19/03/2020
  • Share

Em negociações avançadas para comprar o frigorífico paraguaio Frigonorte, Marcos Molina, dono do Marfrig, foi além de uma due diligence convencional. Teria contratado uma empresa de investigação corporativa para escanear a companhia de cima a baixo. Um dos sócios do Frigonorte é investigado pela Justiça do Paraguai por suas ligações com o doleiro Dario Messer.

#Dario Messer #Frigonorte #Marfrig

Em que time Ronaldinho foi jogar?

17/03/2020
  • Share

Em parceria com seu congênere paraguaio, o Ministério Público Federal investiga as conexões entre a empresária Dalia López e o doleiro Dario Messer. Para quem não está ligando o nome à pessoa, Dalia é acusada pela polícia do Paraguai de ter fornecido os passaportes falsos a Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto Assis, presos em Assunção. Foragida, a empresária é próxima ao ex presidente Horácio Cartes. Daí para Messer é menos de um pulo. Cartes é apontado pela Justiça do Paraguai e do Brasil como um dos principais sócios do esquema criminoso montado pelo doleiro no país vizinho. Onde Ronaldinho entra nessa história? Tomara que não entre.

#Dario Messer #Ministério Público Federal #Ronaldinho Gaúcho

Clientes VIPS

2/03/2020
  • Share

O doleiro Dario Messer estaria negociando sua delação premiada nos moldes do acordo fechado por seus filhos com o MPF: informações mais a devolução de recursos ilegais no exterior. Se abrir sua clientela, Messer arrasta com ele um pedacinho do PIB brasileiro.

#Dario Messer #MPF

O coração e os esquemas de Messer ainda pulsam

17/01/2020
  • Share

Não fosse a Polícia Federal, o doleiro Dario Messer teria dado uma prova de amor bem peculiar para a namorada Myra Oliveira  Andrade,presa desde o dia 19 de novembro do ano passado. Segundo fonte do MPF, os Ministérios Públicos do Brasil e do Paraguai reuniram fortes evidências de que os dois funcionários da Fe Cambios presos na semana passada na fronteira entre Brasil e Paraguai estariam trazendo dinheiro ao país para custear o pagamento da defesa de Myra. Os dois empregados da casa de câmbio paraguaia carregavam um total de US$ 150 mil em espécie, sem origem declarada. Durante o tempo em que esteve foragido da Justiça, Messer costumava mover mundos e, principalmente, fundos para ver sua amada.

De acordo com dados da Inteligência da Polícia Federal, os encontros eram cercados de cuidados e ocorriam quase sempre em cidades da Tríplice Fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. Há muito de amor e de autoproteção no empenho de Messer em ajudar a namorada. Presa pela Operação Patrón, um desdobramento da Lava Jato, Myra detém informações importantes do esquema criminoso comandado pelo doleiro. Ela é acusada por autoridades do Brasil e do Paraguai de ser cúmplice e funcionar como um braço operacional de Messer. Segundo as investigações, entre outras atribuições, costumava transportar remessas de dólares entre Brasil e Paraguai e também para os Estados Unidos. Em dezembro, o ministro Gilmar Mendes negou pedido de habeas corpus feito por seus advogados. Poucos dias antes, o TRF da 2ª região também havia rechaçado solicitação semelhante.

A prisão dos funcionários da Fe Cambios mostra que, mesmo asfixiado pela Justiça de dois países, o doleiro Dario Messer e seus cúmplices ainda conseguem mover peças no seu tabuleiro de crimes contra o sistema financeiro. Procurado pelo RR, o Ministério Público Federal do Rio confirma que, segundo as investigações, o esquema de Messer continua funcionando mesmo após sua prisão. O MPF-Rio não se pronunciou especificamente sobre o destino dos recursos apreendidos com os funcionários da casa de câmbio paraguaia.

De acordo com a fonte do RR, os Ministérios Públicos dos dois países têm indícios de que expediente semelhante foi utilizado recentemente para ajudar financeiramente outros integrantes do esquema liderado por Dario Messer. Ressalte-se que a prisão dos emissários da Fe Cambios despachados para o Brasil se deu um dia depois do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, aceitar a denúncia e consequentemente transformar em réus Edgard Aranda Franco e José Fermin González, respectivamente dono e gerente da casa de câmbio. Ambos integram a lista de 19 pessoas acusadas pelos Ministérios Públicos dos dois países de integrar o esquema criminoso montado pelo “doleiro dos doleiros”.

#Dario Messer #Lava Jato #MPF

Conexão Messer

26/12/2019
  • Share

O caso do doleiro Dario Messer terá importantes desdobramentos nos próximos dias. Segundo o RR apurou, uma equipe de procuradores brasileiros desembarcou em Assunção na semana passada. De acordo com a mesma fonte, a Justiça do Brasil deverá pedir a extradição e a prisão de seis pessoas – entre doleiros e empresários locais – acusados de dar proteção ao ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes. Todos os nomes fazem parte de uma lista maior, de 19 nomes, ligados a Messer e investigados pelo Ministério Público dos dois países. A Justiça brasileira, não custa lembrar, já pediu a extradição do próprio Cartes, que sempre manteve uma relação figadal com Messer.

#Dario Messer

O amigo de Dario Messer

13/12/2019
  • Share

A defesa do ex-presidente do Paraguai Horacio Cartes vai entrar com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal. Será a segunda tentativa de evitar a extradição e prisão de Cartes pelas autoridades brasileiras, decretada pela Justiça do Rio de Janeiro. O TRF-2 já negou o habeas corpus. Investigado no Brasil no âmbito da Operação Patrón, Cartes é considerado um personagem relevante no esquema de lavagem de dinheiro capitaneado pelo doleiro Dario Messer na conexão Brasil-Paraguai.

#Dario Messer

Brasil e Paraguai aumentam munição contra o crime organizado

21/11/2019
  • Share

O pedido de prisão do ex-presidente Horacio Cartes é apenas a primeira grande consequência do acordo de cooperação entre os Ministérios Públicos do Brasil e do Paraguai antecipado pelo RR na edição de 11 de outubro. A “joint venture” entre os dois países na área criminal irá além das investigações sobre o doleiro Dario Messer, que levaram a Cartes. Empossada na última segunda-feira, a nova ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Perez, deverá vir ao Brasil já na próxima semana para uma reunião com Sergio Moro. De acordo com a fonte do RR, em pauta a adoção de medidas conjuntas mais duras para combater e punir membros de organizações criminosas que atuam dos dois lados da fronteira.

Segundo informações filtradas do Ministério da Justiça, os dois países já acenam, de forma recíproca, com uma espécie de “fast track” para os processos de extradição de criminosos de parte a parte. Do lado brasileiro, a expectativa é que, no encontro, Cecília já formalize a transferência ao menos de três importantes traficantes brasileiros presos no Paraguai, a começar por Marcio Gayoso. Ele é apontado como o braço direito de Levi Felicio, considerado um dos maiores fornecedores de drogas e armas para braços do PCC e do Comando Vermelho (CV) do lado de lá da fronteira. Preso em outubro, Felicio já foi extraditado para o Brasil.

Procurado, o Ministério da Justiça não se pronunciou. Sergio Moro parece ter encontrado sua cara-metade no combate ao crime organizado no âmbito do Mercosul. Terceira ministra da Justiça do Paraguai em 15 meses, Cecilia assumiu pressionada a mostrar serviço o mais rapidamente possível. Seus dois antecessores caíram após apresentar fracos resultados no combate ao crime organizado. Um deles, Julio Javier Ríos, ficou marcado pela fuga de Jorge Samudio, um dos chefões do CV, de uma prisão paraguaia.

#Dario Messer #Paraguai #Sérgio Moro

Brasil e Paraguai abrem a caixa-preta de Dario Messer

11/10/2019
  • Share

O RR apurou, em primeiríssima mão, que um grupo de procuradores do Paraguai desembarcará no Rio, na próxima semana. Trazem informações sigilosas sobre Dario Messer para cruzar com seus pares do Ministério Público Federal. O material que carregam na bagagem é inflamável. Segundo a fonte do RR, as investigações envolvem uma lista de 36 clientes do doleiro, 20 deles brasileiros. A maior parte segue o PIB: é do eixo Rio-São Paulo. Uma curiosidade: entre os clientes restantes, a maioria seria do Maranhão. Os “dedo-duros” paraguaios que municiam as investigações são grã-finos habitué das festas de arromba que Messer organizava em Assunção, capazes de enrubescer os participantes dos bailes da pesada promovidos pelo doleiro em seu apartamento da Delfim Moreira, no Leblon. De acordo com informações filtradas do MPF, as movimentações financeiras ilegais poderiam alcançar US$ 200 milhões. O Paraguai, com todas as facilities de um paraíso fiscal, sempre foi o principal lócus de atuação do doleiro, o que justificaria as cifras superlativas. O Ministério Público paraguaio teria ainda mapeado imóveis e propriedades rurais em nome de “laranjas”, notadamente na região oriental do país.

#Dario Messer

Investigação bilateral contra Messer

23/08/2019
  • Share

Dario Messer é uma pauta bilateral. O RR apurou que o Ministério Público do Paraguai requisitou a seu congênere brasileiro o teor da delação dos familiares do doleiro. Os procuradores paraguaios buscam pontas que levem à “clientela” de Messer naquele país. Há, inclusive, gestões para que os dois MPs formalizem uma espécie de força-tarefa conjunta no âmbito do tratado de cooperação na área penal entre os integrantes do Mercosul. A possível dobradinha abre um espectro ainda maior para o caso, pelo efeito retroalimentador que as investigações em um país poderão ter no outro. O Ministério Público brasileiro ganharia ainda mais munição para desbaratar novas conexões de Messer que ainda não estão reveladas. O Paraguai é um lócus obrigatório de investigações. Foi para lá que o doleiro despachou uma parcela razoável da fortuna que amealhou. Ressalte-se que o país vizinho é bastante receptivo a divisas externas: pessoas jurídicas, por exemplo, pagam um imposto único com alíquota média de 10%. Foi também no Paraguai que Messer construiu relações figadais com o Poder, como, por exemplo, com o ex-presidente da República Horacio Cartes, que já disse ser um “irmão de alma” do doleiro.

#Dario Messer

Messer é do Brasil

2/08/2019
  • Share

O futuro – ou a falta dele – de Dario Messer está no Brasil. Segundo uma alta fonte da Polícia Federal, o presidente do Paraguai, Mario Abdo, cassou a cidadania de Messer. Com isso, por mais remota que fosse, não há possibilidade de deportação do doleiro para o país vizinho.

#Dario Messer

Dario Messer tem o corpo fechado

1/07/2019
  • Share

Os procuradores do Ministério Público Federal que estão em Assunção no encalço de Dario Messer têm testemunhado de perto a forte rede de proteção ilegal montada pelo doleiro no Paraguai. Informações, ao que tudo indica, propositadamente plantadas para confundir os investigadores, pistas não batem, vestígios prontamente apagados da passagem de Messer por cidades do interior compõem o “firewall” erguido por ele no país vizinho. Os procuradores esperam ter melhor sorte com o pedido formalmente encaminhado à Justiça local para o confisco dos bens do doleiro no Paraguai. Ainda que seja muito difícil rastrear o patrimônio de Messer no país. A título de chiste: o MPF bem que poderia pedir auxílio ao jornalista Gleen Greenwald para achar o paradeiro de Messer.

#Dario Messer #Polícia Federal

A volta de Messer

22/05/2019
  • Share

Ninguém sabe, ninguém viu, mas Dario Messer já está no Brasil. A Polícia Federal tem fortes indícios de que o doleiro, foragido há mais de um ano, retornou do Paraguai e circula entre cidades do Centro-Oeste. Espera o desfecho das negociações entre seus advogados e o Ministério Público para um acordo de delação – informação antecipada pelo RR na edição de 6 de maio.

#Dario Messer #Polícia Federal

Câmbio do dia

6/05/2019
  • Share

Foragido há mais de um ano, o doleiro Dario Messer movimenta duas peças no tabuleiro. Ao mesmo tempo em que entrou com um pedido de habeas corpus junto ao ministro Gilmar Mendes, teria autorizado seus advogados a abrir tratativas com o Ministério Público Federal para um possível acordo de colaboração premiada. A delação do “doleiro dos doleiros” teria um impacto inimaginável. Sua lista de clientes é estelar.

#Dario Messer #Gilmar Mendes

Todos os direitos reservados 1966-2024.