Basta começar o zunzunzum sobre reforma ministerial para José Sarney exibir aquele brilho diferente nos olhos. O ex-presidente não vê a hora de recuperar o que é “seu”, a Pasta de Minas e Energia, nas mãos do PSB desde o início do governo Temer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.