14.12.18
ED. 6015

Picadinho

O radar da CVM teria rastreado movimentações atípicas com ações da Marfrig, dias antes do anúncio da compra de ativos da BRF no Brasil e na Argentina. Um grande banco norte-americano teria atuado intensamente nas duas pontas do mercado.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.