03.01.18
ED. 5778

O annus horribilis da Marcopolo

A Marcopolo passou o ano de 2017 tentando evitar a adoção de medidas contracionistas. Agora vai ser difícil segurar. A empresa caminha para fechar seu balanço com os resultados mais baixos em uma década. A margem Ebitda deve girar em torno de 3,5%, contra 13,7% no ano anterior. No acumulado entre janeiro e setembro, o lucro já era 80% menor do que no mesmo período em 2016.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.