fbpx
22.05.20

Uma “joint venture” cruel para os pulmões

A Souza Cruz e congêneres não tem do que se queixar. Mesmo com a quarentena e o coronavírus a ameaçar ainda mais o pulmão dos brasileiros, a produção de cigarros tem aumentado no Brasil. Entre janeiro e a primeira quinzena de maio, as vendas da indústria nacional cresceram a uma média diária de 668 mil unidades a mais do que no mesmo período no ano passado. O lado “bom” da pandemia: o isolamento social tem dificultado a entrada de cigarros contrabandeados no país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.