22.07.19

Tupã Air

O governo Bolsonaro vai abrir mais uma “caixa-preta” do PT. A Controladoria Geral da União foi convocada para investigar os gastos da Funai com aluguel de aeronaves. São aproximadamente R$ 80 milhões por ano em despesas com o deslocamento de funcionários da estatal. O pedido para que a CGU entrasse em cena partiu da própria comunidade indígena, por intermédio de Silvia Waiãpi, secretária de Saúde Indígena do Ministério da Saúde. Os gastos da Funai com o aluguel de aviões chamam ainda mais a atenção pela recente “descoberta” de que a estatal é dona de uma frota de sete aeronaves completamente sucateadas, que se encontram abandonados em diferentes aeroportos do país.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.