fbpx
31.01.20

Troca de combustível

A promessa feita pelos dirigentes da Cofco à ministra Tereza Cristina, no último mês de outubro, em Pequim, deve ser cumprida pela metade. Das quatro usinas de etanol de açúcar inicialmente colocadas sobre a mesa, por ora os chineses pretendem instalar apenas duas, provavelmente no Centro-Oeste. Não chega a ser necessariamente uma má notícia para o Brasil: a decisão estaria ligada aos planos da Cofco de acelerar sua entrada na produção de etanol de milho no país. Por baixo, é projeto para mais de R$ 1 bilhão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.