20.03.17

Silêncio dos inocentes

No quesito “indignação”, Eliseu Padilha está muito atrás de Lucio Funaro. Além da queixa-crime já formalizada, o doleiro vai processar José Yunes, que o acusou de ter ido ao seu escritório para pegar um “pacote”. Já Padilha, que na versão de Yunes seria o destinatário do embrulho, ainda não externou qualquer reação à deduragem.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.