fbpx
20.07.20

Saída “discreta”

Os generais palacianos tentam convencer Jair Bolsonaro a demitir o assessor da Presidência Tércio Tomaz Arnaud, apontado pelo STF como um dos articuladores do “gabinete do ódio” nas redes sociais. A hora é agora: Arnaud testou positivo para o coronavírus e já está afastado do Planalto.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.