fbpx
14.08.19

Roda gigante

Tanto o empresário Junior Dursk, dono da rede Madero, quanto o fundo Advent, que disputam a compra do Beto Carrero World, pretendem manter o executivo Rogério Siqueira no comando do parque temático. Sob a batuta de Siqueira, o complexo tem registrado resultados ascendentes há três anos – o lucro em 2018 foi de R$ 120 milhões. Bem diferente da anêmica gestão de seu antecessor, Adalgiso Telles, que os próprios herdeiros de Beto Carrero fazem questão de esquecer.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.