Perdas da Tiger Global cravam suas garras no Brasil

  • 21/06/2022
    • Share

A crise do Tiger Global está ricocheteando no Brasil. Segundo o RR apurou, a gestora decidiu reduzir seus aportes no país. Pelo menos duas operações já engatilhadas – uma delas envolvendo uma companhia da área de TI – foram engavetadas. A Tiger Global estaria analisando também antecipar desinvestimentos no Brasil, a exemplo do que já tem feito em outros países da América Latina. Há cerca de um mês, os norte-americanos reduziram sua posição na dLocal, empresa de pagamentos do Uruguai.

Trata-se de uma reação às fortes perdas sofridas pela gestora do bilionário investidor norte-americano Chase Coleman em todo o mundo. Somente neste ano, os fundos da Tiger Global acumulam uma perda de patrimônio superior a 50%. De janeiro a abril, a queda do volume de ativos em suas carteiras superou os US$ 16 bilhões.

O recuo da Tiger Global já estaria impactando startups que compõem seu ecossistema de investimentos no Brasil. No mercado, as recentes demissões anunciadas pela Loft, plataforma de compra e venda de imóveis, e pela Zak, especializada na gestão de restaurantes, são atribuídos à certeza de que a gestora norte-americana não puxará novas rodadas de investimento tão cedo. Daí a necessidade de preservar caixa.

#Chase Coleman #dLocal #Tiger Global

Leia Também

Todos os direitos reservados 1966-2024.

Rolar para cima