06.06.19

Os dados rolam na sucessão de Crivella

O presidente da Câmara dos Vereadores do Rio, Jorge Felippe (MDB), já se articula para evitar um “golpe” na Casa. PT e PSOL costuram uma mudança na Lei Orgânica e a realização de eleição indireta, na própria Câmara, se o impeachment do prefeito Marcelo Crivella for aprovado. Felippe tenta brecar a movimentação. Como o vice de Crivella, Fernando MacDowell, faleceu, caberá ao presidente da Câmara assumir a Prefeitura em caso de impedimento.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.