Óbito do óbito

  • 23/08/2019
    • Share

A Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos abriu investigação interna sobre atos praticados pela ex-presidente, a subprocuradora da República Eugênia Gonzaga. Ao deixar o órgão, demitida, Eugênia teria levado consigo certidões de óbitos de quatro vítimas de ação do Estado no Regime Militar sem que o processo estivesse com todas as etapas finalizadas. Além disso, na condição de presidente da Comissão, ela teria instruído advogados a entrar com ações de reparação junto ao governo, inclusive fornecendo minutas de petições a alguns interessados. O processo de averiguação em curso caminha aparentemente para dois desfechos: as quatro certidões devem ser oficialmente canceladas. Além disso, a Comissão enviará um pedido à AGU para que formalize queixa contra Eugênia Gonzaga no Conselho Nacional do Ministério Público.

#AGU #Eugênia Gonzaga

Leia Também

Todos os direitos reservados 1966-2024.

Rolar para cima