01.03.18

O ônus de um empresário-candidato

Os executivos da “pacata” Lojas Zema – controlada pelo pré-candidato do Partido Novo ao governo de Minas, Romeu Zema Neto – já dão como certo que a rede varejista experimentará um bombardeio de intrigas, suspeições e ataques sem precedentes. Um dos flancos que mais causam preocupação é a Justiça do Trabalho. Zema Neto já teve uma amostra do que lhe espera durante a campanha: nesta semana, seu nome apareceu associado a um suposto esquema de fraude na concessão de passaportes italianos a brasileiros.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.