02.08.18

Lipoaspiração

Os “departamentos da gordura” na Pepsico já começaram a sentir o aperto. A companhia está remanejando seu orçamento no Brasil para privilegiar o desenvolvimento de uma linha de produtos mais saudáveis, tanto de bebidas como de alimentos. Em alguns segmentos, a transfusão de recursos deve passar de 20% das verbas. A pressão vem da matriz: até o fim de 2019, o faturamento global do novo conceito de nutrição deverá superar, pela primeira vez, a receita das linhas convencionais.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.