fbpx
09.09.19

Legado Abílio

Ao vender sua participação na Sats Foods, de Cingapura, a BRF virou uma página de prejuízos escrita na gestão de Abílio Diniz. O empresário foi o grande entusiasta da entrada no país asiático. No entanto, o negócio se revelou uma carne de pescoço. Os US$ 15 milhões recebidos pela BRF na venda não cobrem os US$ 20 milhões aportados no negócio e muito menos os seguidos prejuízos.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.