23.08.19

Investigação bilateral contra Messer

Dario Messer é uma pauta bilateral. O RR apurou que o Ministério Público do Paraguai requisitou a seu congênere brasileiro o teor da delação dos familiares do doleiro. Os procuradores paraguaios buscam pontas que levem à “clientela” de Messer naquele país. Há, inclusive, gestões para que os dois MPs formalizem uma espécie de força-tarefa conjunta no âmbito do tratado de cooperação na área penal entre os integrantes do Mercosul. A possível dobradinha abre um espectro ainda maior para o caso, pelo efeito retroalimentador que as investigações em um país poderão ter no outro. O Ministério Público brasileiro ganharia ainda mais munição para desbaratar novas conexões de Messer que ainda não estão reveladas. O Paraguai é um lócus obrigatório de investigações. Foi para lá que o doleiro despachou uma parcela razoável da fortuna que amealhou. Ressalte-se que o país vizinho é bastante receptivo a divisas externas: pessoas jurídicas, por exemplo, pagam um imposto único com alíquota média de 10%. Foi também no Paraguai que Messer construiu relações figadais com o Poder, como, por exemplo, com o ex-presidente da República Horacio Cartes, que já disse ser um “irmão de alma” do doleiro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.