Infraestrutura

Hidrovia Brasil-Uruguai ganha seus primeiros contornos

  • 23/03/2023
    • Share

Os governos dos presidentes Lula e Luis Alberto Lacalle Pou começam a tirar do papel o projeto da implantação de uma hidrovia entre Brasil e Uruguai. O primeiro passo mais agudo nessa direção será dado até o fim de abril: segundo o RR apurou, o Ministério dos Portos e Aeroportos vai abrir licitação para contratar a empresa que ficará responsável pela dragagem da bacia da Lagoa Mirim, na divisa entre os dois países. O trabalho se concentrará no canal de São Gonçalo, que conecta a Lagoa Mirim e a Lagoa dos Patos. 

O projeto dará fôlego ao complexo portuário de Rio Grande, pertencente à Uniao, mas sob administração do governo gaúcho. Há estudos de que a abertura da hidrovia poderá aumentar em 20% o volume de cargas exportadas pelo porto. Entre idas e vindas, há mais de 50 anos que a ideia de criação da hidrovia povoa as relações entre Brasil e Uruguai. Durante a gestão de Jair Bolsonaro, a proposta avançou razoavelmente. A hidrovia faz parte do PPI (Programa de Parcerias de Investimento), herdado pelo governo Lula. A execução do empreendimento depende mais de uma decisão política dos dois países do que de exatamente de funding. O projeto é barato: está estimado em R$ 30 milhões. E há costuras para que a CAF (Banco de desenvolvimento da América Latina) financie uma parte.

#Luis Alberto Lacalle Pou #Lula #Uruguai

Leia Também

Todos os direitos reservados 1966-2024.

Rolar para cima