Ecovix a um passo da recuperação judicial

  • 7/01/2016
    • Share

 A decisão da Mitsubishi Heavy Industries de deixar o capital da Ecovix, anunciada na última segunda-feira, vai precipitar a “solução final”. A subsidiária da Engevix, dona do estaleiro Rio Grande (ERG), deverá formalizar em breve seu pedido de recuperação judicial. Na visão dos acionistas da empresa, trata-se da última linha, a derradeira tentativa de equacionar as dívidas do ERG, atrair um novo sócio e garantir a retomada das operações no complexo naval gaúcho, que emprega cerca de seis mil trabalhadores. Caso se confirme, a recuperação judicial será uma abrupta guinada em relação à nova etapa de reestruturação do estaleiro, iniciada há menos de dois meses com a contratação do Banco Brasil Plural . Sem os japoneses, tudo muda de figura. O trabalho da instituição financeira estava diretamente interligado ao aumento da participação da Mitsubishi no negócio. Procurada, a Ecovix negou que vá entrar com pedido de recuperação judicial.  Dono de 30% da Ecovix, o consórcio de cinco estaleiros japoneses encabeçado pela Mitsubishi vinha negociando o aumento da sua participação desde o ano passado. No entanto, conforme o RR antecipou na edição de 6 de novembro, os asiáticos foram aconselhados por seus advogados no Brasil a não ampliar sua fatia societária por conta do risco de assumir o passivo da Ecovix. A dívida conhecida gira em torno de R$ 100 milhões, mas o valor não inclui os débitos trabalhistas, uma caixa-preta que a Mitsubishi e seus parceiros não quiseram abrir.

#Banco Brasil Plural #Ecovix #Engevix #ERG #Mitsubishi Heavy Industries

Leia Também

Todos os direitos reservados 1966-2024.

Rolar para cima