fbpx

O Supremo Tribunal Federal investiga depósitos feitos na conta de Tercio Arnaud Tomaz, assessor especial do presidente Jair Bolsonaro e apontado como um dos operadores do “Gabinete do Ódio”. Há suspeitas de que Tomaz teria recebido recursos diretamente de empresários apoiadores de Bolsonaro.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.