Internacional

Colômbia quer apoio militar do Brasil para combater dissidência do ELN

  • 16/12/2022
    • Share

Assunto relevante que aguarda pelo futuro ministro da Defesa, José Múcio, e pelo novo comandante do Exército, general Júlio César Arruda: o governo da Colômbia já fez chegar a assessores de Lula a intenção de discutir um plano de ação conjunta entre as Forças Armadas dos dois países para combater uma dissidência do “Exército de Libertação Nacional” (ELN) que está atuando na região de fronteira. Essa espécie de spin-off da organização guerrilheira associou-se a narcotraficantes e garimpeiros ilegais. O governo do presidente Gustavo Petro quer costurar um acordo de paz com o ELN e conta com a participação do governo Lula nas tratativas – conforme o RR informou. Porém, no caso da dissidência que atua na divisa entre os dois países, não há acordo possível.

#Colômbia #ELN #Lula

Leia Também

Todos os direitos reservados 1966-2024.

Rolar para cima