fbpx
29.05.20

Cobertor curto

Os representantes das centrais sindicais no Codefat contestam a proposta orçamentária do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) apresentada pelo Ministério da Economia para 2021. Eles reivindicam que o governo ao menos mantenha o mesmo valor do seguro desemprego previsto neste ano (R$ 44,3 bilhões). O orçamento prevê uma cifra R$ 3,6 bilhões menor para 2021. Com a pandemia no meio do caminho, não faz muito sentido.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.