01.11.19

BRF leva uma casca vazia para a Arábia

A instalação de uma fábrica de processados de frango na Arábia Saudita anunciada pela BRF está mais para uma obra cenográfica do que para um investimento real. Segundo o RR apurou, o projeto foi montado às pressas não necessariamente como uma decisão estratégica da companhia, mas para atender a uma encomenda do Palácio do Planalto. Foi a contrapartida apresentada por Jair Bolsonaro ao governo local na tentativa de liberar as exportações de frango brasileiro para os sauditas. Noves fora o valor divulgado, US$ 120 milhões, o projeto ainda não tem prazo de execução, volume de produção, estrutura de capital e sequer local escolhido. Em tempo: a “parceria” serviu para a BRF reconstruir pontes com o Poder – uma relação abalada pela Operação Carne Fraca e pela frustrada fusão com o Marfrig, negociada à revelia dos fundos de pensão.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.