fbpx
08.05.20

“Bolsa fosfato”

O agronegócio está pleiteando ao governo uma linha de crédito específica para a importação de fertilizantes. O argumento é que a Covid-19 associada à alta do dólar criou a tempestade perfeita. Na safra passada, os agricultores importaram o insumo com o câmbio médio de R$ 3,80. Agora, por exemplo, os produtores de soja que iniciaram o próximo plantio em setembro terão de encarar uma taxa acima dos R$ 5,80. O agronegócio brasileiro importa mais de 70% do fertilizante que consome.

Para poder comentar você precisa estar logado. Clique aqui para entrar.